domingo, 28 de junho de 2009

The cure for the Pain.

Meu corpo sempre me mostra que sou mais frágil do que penso. Que minhas emoções acabam por dominar todo ele e fazê-lo refém. A cabeça, o rim, as pernas, a coluna. Tudo reclama. Reclama pra mim! Exclama pra mim! Na cabeça o analgésico faz efeito, o rim sempre foi ruim mesmo, as pernas ficam pra cima uns minutos, a coluna melhora depois de dormir. E as emoções? São apenas emoções tomando conta de mim. Levando meu corpo. Desaguando gotas no oceano. Nem lembro mais de mim. E quase sempre esqueço de me esquecer.

E aqui, esta noite, enquanto as estrelas estão se apagando
Com toda esperança e os sonhos de que sempre duvidei
[...]Mas a água continuou caindo dos meus olhos
E os céus sabem, os céus sabem
Eu tentei encontrar a cura para a dor

Jon Foreman - The Cure for the Pain

4 comentários:

Lua da Paz disse...

Me leva, me leva!
Eu fui no mato apanhar flores para por em você.

Corbículus disse...

acho que agente devia tomar mais chá.

Maurício Tolmai disse...

Padecemos porque afinal somos seres eternos enclausurados nesta "casa" mortal. Somos lagartas presas em um casulo, desejando se tornar livres borboletas...

Corbículus disse...

Tudo é energia. tudo...