quinta-feira, 24 de setembro de 2009

Coisas que descobri sozinha.

" Ora, o servo não fica para sempre em casa; o filho fica para sempre " João 8:35
E foi isso que o Caio disse domingo passado. Um domingo de sal nos olhos.
O servo vive na casa, participa da cotidiano; porém não se envolve, quando as coisas complicam ele foge.
O filho permanece. Em chuva ou sol.
Assim são as igrejas. Tão cheias de servos! Aqueles que nascem, crescem, batizam, recebem um "ministério" e não há nada além disso. Naturalmente seguem seus rituais quando seus corações não lhes dizem nada a respeito de fé.
O filho permanece PARA SEMPRE. Ele sim. Por isso é filho.
Por quanto tempo fui apenas serva? Dias e noites "forçando a barra" com Deus e comigo mesma. Um evangelho de prisões, de negações, de reforço em coisas vãs quando o real objetivo havia sido esquecido.
Há tão pouco tempo me sinto como filha! Segura, para sempre.
Tenho aprendido.
Em minhas recentes orações, pedia a Deus que me tornasse uma pessoa melhor, mais forte. Ora, quem disse que Deus descerá do Céu e atenderá seu pedido? Pérfida ilusão! Deus é tão engenhoso! Tão perfeito! Ele não me deu força, nem me tornou melhor. Apenas me deu oportunidades para exercitar minha força, para tratar meu colega como quem trata um irmão apesar de achar que ele não mereça ser tratado como tal. E eu descobri: sou forte! Algumas pessoas haviam me dito isso antes, mas tive que descobrir por conta própria. Sou forte! Sou bem melhor do que eu ontem mais amanhã que hoje até!

3 comentários: