quarta-feira, 22 de outubro de 2008

Tanta coisa!

Realmente tenho muitas coisas a contar, muitos textos na cabeça... Acontecimentos.
Há algum tempo, fui convocada para jogar handebol no OlimGama (intercolegial), na verdade, sei que não sou uma ótima jogadora, na verdade até recusei o convite, mas por insistência aceitei.
A princípio seria a goleira reserva, mas tudo mudou. Não conhecia absolutamente ninguém do time, e não treinamos sequer UMA vez.
Primeiro jogo: contra o colégio Compact, ganhamos por W.O.
Segundo jogo: contra o CEM 02, relativamente fácil, joguei 30 segundos na posição de ponta direita. Começamos perdendo de 03 x 08, depois empatamos 11 x 11. Fim de jogo.
Terceiro jogo (semifinal): Eu não pude comparecer, estava no colégio fazendo prova de matemática. O time perdeu de 10 x 12
Quarto jogo (disputa pelo 3° lugar): novamente contra o CEM 02, joguei como ponta direita o jogo INTEIRO, não havia nenhuma jogadora reserva. Às 14:00, intenso calor, quadra fechada, jogo apertado.
Na verdade, o peso sob minhas costas era tanto que nem sabia o que estava fazendo ali naquela quadra. Diante daquele time que a mim não era nada familiar. Não prestava atenção nas laterais que eu deveria cobrar e só corria de um lado pro outro, às vezes fazia defesas de efeito, e lances para a artilheira, um lance ao gol com defesa da goleira.
Eu cansei de fazer o seu papel, guria! - gritava a jogadora do meu time.
Ela me empurrava, gritava e me olhava com um ar de reprovação. Minha vontade de chorar foi abafada pela nossa derrota.

10 x 14
Depois do jogo eu quase desmaiei, voltei pra casa com olhos e mãos vermelhas.

























Não sei se valeu a pena. Tanta pressão; falta de diversão, de entrosamento e de calma.
Quarto lugar não ganha medalha. Nem reconhecimento.

E tenho mais uma notícia: Desisti das aulas de canto.
Muita gente nem sabia que eu estava fazendo aulas. Mas desisti. Não conseguia realizar os exercícios vocais e as aulas estavam cada vez mais extensas e chatas.
Bola pra frente. Tudo muda, e espero que pra melhor, pelo menos dessa vez.


" Eu tenho direito de errar
Meus erros me tornarão forte
Eu tenho o direito de errar
Já me seguraram por muito tempo
Eu tenho que me libertar para finalmente respirar
Tenho direito de errar
Cantar minhas próprias canções
E posso ficar desafinada
Mas com certeza me sinto bem assim
Tenho direito de errar
Apenas me deixe em paz" Joss Stone - Right to be wrong

2 comentários:

Mithz disse...

Estou me imaginando jogando futebol pelo time da minha turma na facul... será uma lastima, mas eu já falei que será só para completar o tima... sem maiores desejos...

É chato quando a galera só quer jogar para ganhar, eu prefiro me divertir, sorrir bastante e zuar com a galera, se tiver isso já sou vitorioso, pena que nem todos pensam assim.

kanmila disse...

rafaaa muitoo bommm;;
ah e a foto clarooo!!!
foi a minha pessoinha que tirou
uahsuhas
bjss